quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

TIAGO DE AMORIN NOVAES 10 ANOS DE SEU ASSASSINATO QUE AINDA NÃO FOI REVELADO

Dia 18, completou 10 anos do assassinato do deputado do povo, o parlamentar que realmente sabia o que era “respeito”. Tiago de Amorin Novaes fora morto com 7 tiros às 21hs da noite do dia 18 de dezembro de 2001, quando entrava no veiculo oficial da ALEP em frente sua residência na cidade de cascavel. Os motivos ainda são desconhecidos ate hoje, já a morte de dois assessores do deputado Tiago aumentou a polêmica em torno do caso. O caso mais misterioso é o de Daniel Alcântara, conhecido como MALINHA. Em março do ano passado ele desapareceu sem deixar pistas. A suspeita é que tenha sido assassinado. Dono de um imóvel no Bairro Nova Iorque, em Cascavel, e com um veículo importado Audi na garagem, Alcântara sumiu. O desaparecimento motivou a instauração de um inquérito policial, mas nenhuma informação sobre o paradeiro dele foi conseguida pelos investigadores. A hipótese de homicídio foi reforçada na manhã de 12 junho do ano passado, quando foi encontrado o corpo de Luiz Cláudio Alves Carvalho, 37, conhecido como MALÃO, que também trabalhara para o deputado. Luiz Cláudio foi assassinado a tiros no quintal da residência onde morava no Bairro Coqueiral, em Cascavel. MALÃO fora surpreendido no momento em que iria abrir a porta da residência. O criminoso não foi identificado.  O Delegado que não desvendou o crime, qual possui 27 peças de inquérito, foi o mesmo designado no assassinato do Guerreiro do PSB, Irani Pereira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário