terça-feira, 22 de novembro de 2016

11º PRÊMIO AMOP DE JORNALISMO

O 11º Prêmio Amop de Jornalismo, realizado na Associação Atlética Comercial. O evento que reconheceu os melhores trabalhos jornalísticos deste ano sob o tema O Papel Transformador da Assistência Social na Vida das Pessoas, trouxe a Cascavel o secretário-chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni, diversas autoridades políticas de todo o Estado, além de prefeitos e prefeitas atuais e eleitos dos 52 municípios da área de da Amop (Associação dos Municípios do Oeste do Paraná), que atualmente é presidida pelo prefeito de Tupãssi, José Carlos Cal Mariussi.
Antes de revelar os nomes dos jornalistas premiados, a cerimônia deu lugar à entrega do título de cidadão honorário do Oeste do Paraná ao empresário Ciro Antonio Kreuz, presidente da Uopeccan (União Oeste Paranaense de Estudos e Combate ao Câncer). Ele foi escolhido pelos prefeitos e prefeitas da Amop, por unanimidade de votos, para receber a maior honraria concedida pela entidade municipalista oestina desde 2010.
Na sequência foram conhecidos os campeões de cada categoria do Prêmio Amop de Jornalismo da edição 2016, com patrocínio da Itaipu Binacional e apoio da FAG, Univel, Unipar e Fasul, além da AJC e ATI.
Na categoria Fotografia, o primeiro lugar ficou com Janaí Meotti Vieira, do Jornal do Oeste, com o trabalho intitulado “As mãos que alimentam a vida também acariciam a alma”; o segundo lugar com Vandré Dubiela, do Jornal O Paraná, com o trabalho intitulado “O papel transformador dos jovens” e o terceiro lugar com Graciela Alves Souza, do Jornal do Oeste, com o trabalho intitulado “Felipe: o sorriso que dá forças para continuar”.
Na categoria TV, Vagner Kratz, da RIC, ficou em primeiro com o trabalho intitulado “Assistência e não assistencialismo”; em segundo ficou Tatiane Bertolino, da Catve, com o trabalho “O renascer da autoestima das mulheres com câncer” e, em terceiro, Rogério de Arazão, da TV Tarobá, com a matéria “Projeto social transforma a vida de famílias em Cascavel”.
Na categoria Rádio, Josimar Bagatoli, da Rádio Tarobá FM, ficou em primeiro com o trabalho intitulado “Exemplo de assistência social: Oeste do Paraná se destaca no acolhimento de crianças e adolescentes abandonados”; Gilmar Bosquette, da Rádio Vale Verde, em segundo com o trabalho intitulado “Projeto de inclusão da Apae transforma a vida de alunos e famílias” e, em terceiro, Patrícia Sonsin, da Rádio Tarobá FM, com o trabalho intitulado “Centro da Juventude: um espaço que transforma vidas”.
A categoria Impresso teve como vencedora a jornalista Rejane Martins Pires, da Revista Aldeia, com o trabalho intitulado “As casas de Francisco”; em segundo Mirely Lins Weirich, do Jornal O Presente, com o trabalho intitulado “Um pedido de socorro desesperado” e, em terceiro, a jornalista Marili Besso Koehler, do Jornal O Presente, com o trabalho intitulado “Mulheres determinadas a socializarem saberes”.




































Nenhum comentário:

Postar um comentário

REFIS EM MATELÂNDIA